Resenha: Meninas selvagens

Resenha: Meninas selvagens

Resenha 🌷⁣

#resenhameuromeo⁣

320 páginas //⁣ Rory Power // @galerarecord

Olá leitores, hoje trago a resenha do livro MENINAS SELVAGENS, que eu recebi em parceria com a Editora Galera Record.⁣

Há aproximadamente dezoito meses, a Escola Raxter tem sofrido uma transformação estranha. A princípio, somente as professoras foram atingidas, mas agora as alunas da escola também estão passando por transformações estranhas em seu corpo, o que levou à escola a entrar em quarentena.⁣

Ninguém pode sair dos limites da escola, pois pode ser perigoso.⁣

E então, a amizade de três alunas começa a ficar mais forte, a medida que essa doença misteriosa se alastra.⁣

Hetty, Byatt e Reese, tentam entender essas mudanças e o que está acontecendo de verdade, até que uma delas acaba desaparecendo.⁣

E então, Hetty tenta achar respostas sobre o que aconteceu com sua amiga, em torno de um colégio cheio de mistérios.⁣

🌷A história começa de uma forma muito interessante.⁣

Ainda mais agora que estamos passando por uma epidemia, o fato das meninas passarem por uma doença misteriosa e que não sabem o que de fato as ocasionou, nem o que ela pode fazer com elas, trouxe um pouco da nossa realidade.⁣

A princípio, eu fiquei super curiosa sobre como a autora desenvolveria a doença, bem como seus mistérios, porém, infelizmente acredito que a medida que a história foi fechando na metade final, ela acabou se perdendo.⁣

Como disse anteriormente, a ideia da história foi muito boa, mas infelizmente senti aquela sensação de “faltaram algumas páginas”.⁣

Achei o final corrido, sem muita explicação, e com algumas inconsistências na personalidades dos personagens que acabaram me deixando um pouco frustrada, já que achei a ideia inicial muito boa.⁣

Faltou um pouco de explicação sobre a doença, sobre os efeitos que ela ocasionava, bem como do que ela foi originada, e apesar de não achar que precisava ter explicações sobre a cura, o que eu esperava eram mais explicações sobre ela, até porquê ela está sendo estudada no decorrer da trama.⁣

Outro ponto que me incomodou e que até citei acima, foi que a personalidade das personagens mudou muito de repente, elas tinham uma forma de pensar, e em uma virada de página, parecia que tudo aquilo que elas pensavam, mudou sem uma explicação mais concisa.⁣

Não é um livro ruim, longe disso, mas tem estes pontos que me incomodaram.⁣

Eu sempre penso que a leitura é diferente pra cada pessoa, você só vai saber a sua opinião de fato, se ler. Então, mesmo com a minha opinião recomendo que leia e reflita sobre toda a história, até porque muitas vezes, você pode ter uma visão totalmente diferente da minha.

Resenha: Namorado Modelo

Resenha: Namorado Modelo

Resenha 🌷

#resenhameuromeo

378 páginas || Stuart Reardon e Jane Harvey-Berrick || @editorarecord

Olá leitores, hoje trago a resenha do livro NAMORADO MODELO, segundo livro da duologia Imbatível e que eu recebi em parceria com a Editora Record.

Após se aposentar do rugby com 33 anos, Nick Renshaw está um pouco perdido sobre o rumo que levará a sua vida.

Uma coisa ele tem certeza: sempre terá o apoio de sua namorada, Anna Scott.

Só que ele está um pouco depressivo, já que seus dias que antes eram totalmente voltados para o esporte agora são vazios, ele está totalmente “perdido”.

E quando um convite inesperado acaba surgindo, e uma nova profissão acaba tomando os seus dias, ele precisará ver se é isso o que ele quer, ou se às vezes o que tanto procura está bem ao seu lado.

🌷Confesso que quando eu comecei a ler esse livro, e vi já um casal de muitos anos de relacionamento (eles possuem 5 anos de namoro no início do livro), eu não sabia que este livro era na verdade uma continuação do primeiro.

Apesar de ser uma continuação, ele não me atrapalhou em nada na leitura, já que pareciam até histórias independentes.

A história é bem fluída…bem mesmo. Eu fui virando páginas sem parar, e nem percebia que já tinha lido tanto em tão pouco tempo.

Apesar de gostar das referências em relação ao esporte e ao mundo da moda, eu não consegui me conectar com o casal.

Não sei se talvez influenciada por não ter conhecido eles no primeiro livro, mas passei a leitura toda como se faltasse algo.

É difícil até explicar, mas em alguns momentos achei que faltava diálogo e emoção na história deles.

A realidade é que eu achava que um grande drama iria surgir na história, e criei essa expectativa, e quando não vi isso, fiquei um pouco chateada (e olha que nem gosto de drama), porque esperava uma grande reviravolta.

Eu ainda não conhecia a escrita dos autores, e apesar de achar a leitura bem rápida, a minha única crítica é que faltou mais emoção na história.

Apesar disso, o final foi bem fofo, e um grande destaque ao melhor amigo da mocinha, que sempre que aparecia trazia um tom alegre e bem humorado a história.

Então, se você já leu o primeiro livro recomendo ler a continuação da história, e se ainda não leu, acho interessante começar por ele, porque talvez tenha uma percepção diferente.

Enfim, espero que tenham gostado e que leiam para tirar suas conclusões.

Lançamento: A fronteira

Lançamento: A fronteira

Sinopse:

A GUERRA VEIO PARA CASA. Por mais de quarenta anos, Art Keller esteve na linha de frente de um dos mais longos conflitos dos Estados Unidos: a guerra contra as drogas. Sua obsessão em derrotar um dos maiores chefes do crime do mundo ― o padrinho do quartel Sinaloa, Adán Barrera ― o deixara ferido, custara a ele as pessoas que amava e destruíra um pedaço de sua alma. Agora, ocupando uma elevada posição no órgão antidrogas americano, Keller descobre que, ao destruir um monstro, acabou criando outros, determinados a trazer ainda mais caos e sofrimento ao seu país. O legado de Barrera é uma epidemia de heroína por todo os Estados Unidos. Jogando-se de cabeça nesse abismo para impedir ainda mais mortes, Keller se vê cercado de inimigos: pessoas que querem matá-lo, políticos que querem destruí-lo e algo que antes era considerado inimaginável ― uma nova administração que trabalha ao lado dos mesmos traficantes que Keller tenta derrubar. A guerra não é apenas com os cartéis, mas com o seu próprio governo. A longa luta enfim ensinou ao agente uma lição importante: quando se trata do tráfico, não há fronteiras. Com um enredo que vai dos desertos do México a Wall Street, das favelas da Guatemala aos corredores de Washington, Winslow segue uma nova geração de narcotraficantes, policiais, revendedores de drogas na rua e crianças fugindo da violência em busca de uma nova vida em outro país. Uma impactante história de vingança, violência, corrupção e justiça, A fronteira é repleto de cenas inesquecíveis que parecem ter saído das páginas de jornais. Chocante em sua brutalidade, cru em sua humanidade, este é um retrato inabalável dos Estados Unidos de hoje, uma história do ― e para ― os nossos tempos.

Resenha: O método Fair Play para divisão das tarefas domésticas

Resenha: O método Fair Play para divisão das tarefas domésticas

Meu Romeo Indica 🌷

#meuromeoindica

350 páginas || @editorabestseller

Olá leitores, hoje trago a indicação do livro O MÉTODO FAIR PLAY PARA DIVISÃO DAS TAREFAS DOMÉSTICAS, que eu recebi em parceria com a Editora BestSeller.

Eve Rodsky percebeu ao longo de sua vida como esposa, mãe e mulher que trabalha fora de casa, como as funções domésticas acabam sempre sobrecarregando um lado da casa, é que na maioria das vezes, funções que deveriam ser divididas entre o casal, acabavam ficando sempre para a mulher.

Cansada de ter que fazer tudo sozinha, e vendo suas amigas passando pelo mesmo, ela resolveu desenvolver um método no qual as funções seriam dívidas entre o casal, a fim de trazer satisfação e harmonia para dentro dos lares.

E assim, depois de mais de 500 casais pesquisados, ela desenvolveu o método fair play para a divisão de tarefas domésticas, no qual ela subdividiu as tarefas em vários grupos, onde os casais teriam que dividi-las entre si, em prol do bem bem maior, que é a felicidade de ambos.

🌷 Apesar de na minha casa as tarefas serem bem divididas e meu marido ajudar sempre, eu fiquei curiosa com este livro.

O que eu gostei dele, é que a autora não traz o método de forma forçada, pelo contrário, ela conversa com o leitor, explicando desde o que motivou ela a criar o método, como ela começou a desenvolver e o porquê, tudo de uma forma simples e bem gostosa de ler.

A forma como ela vai te contando tudo é tão simples, que eu fui virando página após página sem nem ver, de tão envolvente que era a explicação.

Ela conseguiu falar tudo sem ser algo forçado e massante, o que ela própria diz que o método não pode ser.

Para dar certo, é importante que os dois lados entendam a importância dele, e o bem familiar que ele vai trazer.

Depois da explicação de como funciona, enfim começa o jogo, e eu adorei empregá-lo.

Claro que na minha casa, como eu disse que tinha uma ajuda enorme do meu esposo, a divisão já era bem justa, e eu gostei de confirmar isso, e percebo o quanto isto faz diferença no nosso dia a dia.

Se você mulher ou homem, está se sentindo mais sobrecarregado do que o outro lado, recomendo você adquirir este livro pra ontem, porque com certeza vai gostar bastante.

Resenha: Uma surpresa na primavera / Carrie Elks

Resenha: Uma surpresa na primavera / Carrie Elks

Resenha 🌷

#resenhameuromeo

308 páginas || @carrie.elks || @veruseditora


Sinopse: Perder o controle nunca foi tão bom… O aguardado terceiro volume da série As irmãs Shakespeare.Lucy Shakespeare é uma advogada de sucesso e, além de ser a mais velha das quatro irmãs, está acostumada a controlar tudo e todos ao seu redor, principalmente a si mesma isto é, até conhecer o lindo Lachlan MacLeish. Lachlan contratou Lucy porque ele precisava da melhor advogada para defender sua herança, a propriedade de Glencarraig, que está subitamente em risco graças ao meio-irmão desonesto. Glencarraig é o único lugar onde as lembranças da família de Lachlan são felizes, e ele não vai desistir disso tão facilmente. No meio de todo esse problema, a última coisa que ele quer é uma distração, mas, assim que vê Lucy, percebe que está em apuros. Apesar do esforço de ambos, não demora muito para que Lucy deseje quebrar todas as suas minuciosas regras. E, enquanto viajam da Escócia para Paris e Nova York, ela não pode deixar de se perguntar: Será que, às vezes, vale a pena arriscar tudo?


Olá leitores, hoje trago a resenha do livro UMA SURPRESA NA PRIMAVERA, que é o terceiro livro da série As irmãs Shakespeare e que eu recebi em parceria com a Editora Verus.

Lucy Shakespeare é a mais velha das quatro irmãs Shakespeare, e além de ser a mais certinha e controladora de todas, ela é uma Advogada de sucesso.

Quando é resignada para cuidar da disputa sobre uma herança de família, ela conhece o charmoso Lachlan MacLeish.

Ela sabe que apesar dele ser encantador, misturar negócios e amor não é algo que ela deva fazer, mas será que seu coração sabe separar bem um acordo profissional de um pessoal?

⠀⠀⠀⠀

🌷Este é o terceiro livro da autora que eu leio e posso dizer que adorei.

Eu já sei logo no começo de um livro que ele vai me conquistar, e até hoje os três livros da autora me fizeram suspirar.

A Lucy sempre apareceu nos livros como a mais certinha e centrada das irmãs, e por isso sempre tive muita curiosidade sobre como seria um livro solo dela e ela claro me surpreendeu.

O romance é leve, acontece aos poucos e vai se desenvolvendo atrás de cenários muito bem escritos e apaixonantes.

Além disso a paixão com que o personagem masculino, Lachlan nos transmite é demais. Ele é meigo, lindo, esforçado e sabe quem o que ele quer, o que eu adoro já que amo personagens decididos.

A autora continua entregando um romance para aquecer o coração, e apesar desse não ser o meu favorito, já que o primeiro dominou totalmente o meu coração, eu adorei ele também.

Estou mega curiosa agora com o quarto e último livro da série, e espero que se você ainda não conhecer essa série e gostar de romances fofos e clichês, pode se jogar aqui porque não vai se arrepender.