Resenha: Meninas selvagens

Resenha: Meninas selvagens

Resenha 🌷⁣

#resenhameuromeo⁣

320 páginas //⁣ Rory Power // @galerarecord

Olá leitores, hoje trago a resenha do livro MENINAS SELVAGENS, que eu recebi em parceria com a Editora Galera Record.⁣

Há aproximadamente dezoito meses, a Escola Raxter tem sofrido uma transformação estranha. A princípio, somente as professoras foram atingidas, mas agora as alunas da escola também estão passando por transformações estranhas em seu corpo, o que levou à escola a entrar em quarentena.⁣

Ninguém pode sair dos limites da escola, pois pode ser perigoso.⁣

E então, a amizade de três alunas começa a ficar mais forte, a medida que essa doença misteriosa se alastra.⁣

Hetty, Byatt e Reese, tentam entender essas mudanças e o que está acontecendo de verdade, até que uma delas acaba desaparecendo.⁣

E então, Hetty tenta achar respostas sobre o que aconteceu com sua amiga, em torno de um colégio cheio de mistérios.⁣

🌷A história começa de uma forma muito interessante.⁣

Ainda mais agora que estamos passando por uma epidemia, o fato das meninas passarem por uma doença misteriosa e que não sabem o que de fato as ocasionou, nem o que ela pode fazer com elas, trouxe um pouco da nossa realidade.⁣

A princípio, eu fiquei super curiosa sobre como a autora desenvolveria a doença, bem como seus mistérios, porém, infelizmente acredito que a medida que a história foi fechando na metade final, ela acabou se perdendo.⁣

Como disse anteriormente, a ideia da história foi muito boa, mas infelizmente senti aquela sensação de “faltaram algumas páginas”.⁣

Achei o final corrido, sem muita explicação, e com algumas inconsistências na personalidades dos personagens que acabaram me deixando um pouco frustrada, já que achei a ideia inicial muito boa.⁣

Faltou um pouco de explicação sobre a doença, sobre os efeitos que ela ocasionava, bem como do que ela foi originada, e apesar de não achar que precisava ter explicações sobre a cura, o que eu esperava eram mais explicações sobre ela, até porquê ela está sendo estudada no decorrer da trama.⁣

Outro ponto que me incomodou e que até citei acima, foi que a personalidade das personagens mudou muito de repente, elas tinham uma forma de pensar, e em uma virada de página, parecia que tudo aquilo que elas pensavam, mudou sem uma explicação mais concisa.⁣

Não é um livro ruim, longe disso, mas tem estes pontos que me incomodaram.⁣

Eu sempre penso que a leitura é diferente pra cada pessoa, você só vai saber a sua opinião de fato, se ler. Então, mesmo com a minha opinião recomendo que leia e reflita sobre toda a história, até porque muitas vezes, você pode ter uma visão totalmente diferente da minha.

Resenha: Namorado Modelo

Resenha: Namorado Modelo

Resenha 🌷

#resenhameuromeo

378 páginas || Stuart Reardon e Jane Harvey-Berrick || @editorarecord

Olá leitores, hoje trago a resenha do livro NAMORADO MODELO, segundo livro da duologia Imbatível e que eu recebi em parceria com a Editora Record.

Após se aposentar do rugby com 33 anos, Nick Renshaw está um pouco perdido sobre o rumo que levará a sua vida.

Uma coisa ele tem certeza: sempre terá o apoio de sua namorada, Anna Scott.

Só que ele está um pouco depressivo, já que seus dias que antes eram totalmente voltados para o esporte agora são vazios, ele está totalmente “perdido”.

E quando um convite inesperado acaba surgindo, e uma nova profissão acaba tomando os seus dias, ele precisará ver se é isso o que ele quer, ou se às vezes o que tanto procura está bem ao seu lado.

🌷Confesso que quando eu comecei a ler esse livro, e vi já um casal de muitos anos de relacionamento (eles possuem 5 anos de namoro no início do livro), eu não sabia que este livro era na verdade uma continuação do primeiro.

Apesar de ser uma continuação, ele não me atrapalhou em nada na leitura, já que pareciam até histórias independentes.

A história é bem fluída…bem mesmo. Eu fui virando páginas sem parar, e nem percebia que já tinha lido tanto em tão pouco tempo.

Apesar de gostar das referências em relação ao esporte e ao mundo da moda, eu não consegui me conectar com o casal.

Não sei se talvez influenciada por não ter conhecido eles no primeiro livro, mas passei a leitura toda como se faltasse algo.

É difícil até explicar, mas em alguns momentos achei que faltava diálogo e emoção na história deles.

A realidade é que eu achava que um grande drama iria surgir na história, e criei essa expectativa, e quando não vi isso, fiquei um pouco chateada (e olha que nem gosto de drama), porque esperava uma grande reviravolta.

Eu ainda não conhecia a escrita dos autores, e apesar de achar a leitura bem rápida, a minha única crítica é que faltou mais emoção na história.

Apesar disso, o final foi bem fofo, e um grande destaque ao melhor amigo da mocinha, que sempre que aparecia trazia um tom alegre e bem humorado a história.

Então, se você já leu o primeiro livro recomendo ler a continuação da história, e se ainda não leu, acho interessante começar por ele, porque talvez tenha uma percepção diferente.

Enfim, espero que tenham gostado e que leiam para tirar suas conclusões.

Resenha: Vergonha / Brittainy C. Cherry

Resenha: Vergonha / Brittainy C. Cherry

Resenha 🌷

#resenhameuromeo

418 páginas || @bcherryauthor || @grupoeditorialrecord


Sinopse: Um amor inesperado que surge de forma inusitada e arrebata a vida de Grace Harris. Grace Harris está perdida e sozinha em sua casa em Atlanta depois que o homem que ela pensou que ficaria a seu lado pelo resto da vida traiu sua confiança, partiu seu coração e saiu de casa, deixando seu casamento em suspenso. Grace resolve, então, passar o verão com a família em Chester, sua cidade natal, para respirar, dar um tempo de tudo. Sua vida está uma bagunça e o que ela precisa no momento é de um pouco de gentileza e compaixão. Por incrível que pareça, Grace encontra isso na pessoa mais improvável de todas: Jackson Emery, a ovelha negra da cidade. Conhecido como a erva daninha de Chester, ele é sinônimo de encrenca, e não faz nada para mudar essa imagem. Tendo perdido na infncia o que havia de mais valioso na vida, Jackson se tornou um homem amargurado e não dá a mínima para o que pensam dele. Os caminhos de Grace e Jackson acabam se cruzando de um jeito inusitado e a tristeza profunda que carregam atrai os dois como ímã. Ambos sabem que não foram feitos um para o outro, mas, como tudo vai acabar mesmo com o fim do verão, resolvem deixar rolar e se entregar a uma diversão passageira. Porém, o que Grace não imaginava é que seu coração, já destroçado, seria obrigado a aprender que certos relacionamentos são capazes de causar dores muito profundas, e que é sempre preciso fazer uma escolha.


Olá leitores, hoje trago a resenha do livro VERGONHA que eu recebi em parceria com o Grupo Editorial Record.

Grace acaba de ser abandonada pelo marido.

O homem por quem desejou seus votos e que achou que viveria seu felizes para sempre, acabou se mostrando um traidor. Mas mesmo com a traição, Grace ainda queria que seu marido mudasse e que não a abandonasse.

Até que, de volta a pequena cidade do interior do Arizona, ela se depara com o problemático, Jackson Emery.

Jackson não é o homem certo para alguém tão perfeita como Grace, mas quando ele se mostra mais sensível do que aparenta ser, como resistir?

Um toque de mãos, um beijo, um abraço que acalma, e então seu coração pode se curar. Mas quem precisa mais reaprender a amar? Jackson ou Grace?

⠀⠀

🌷Enquanto escrevo esta resenha, lágrimas escorrem do meu rosto. E não tá sendo fácil superar o que eu senti ao ler este livro.

Sabe quando você não acredita mais que alguém seja totalmente puro? Pois é, mas aí você encontra uma mocinha como a Grace e ela te mostra que sim, existem pessoas que acabam só vendo o lado bom das pessoas, e não é que elas sejam bobas, pelo contrário, são puras de alma e isso aquece demais o coração.

E aí você conhece o Jackson e seu coração quebrado e aquela fachada de não querer sentir nenhuma emoção.

Junte alguém que sente demais e alguém que não quer sentir, e te apresento um dos casais mais bonitos que já li até hoje.

Eu nem tinha terminado este livro e já sabia que ele tinha entrado no meu top 10, com 5 estrelas com certeza e que eu jamais esqueceria o que eu senti ao ler.

E aí cheguei a última página e como não amar? Como não se apaixonar por uma história onde perdão, família, amor e fé, andam sempre lado a lado?

Eu me apaixonei por cada parte dos personagens.

Eu entendi eles, sofri com eles e me apaixonei completamente por cada um deles.

E só te peço um pequeno favor agora, caro leitor: pare agora o que está lendo e leia este livro. E se você não se emocionar como eu me emocionei, vou entender que eu não sei mais nada sobre o que é o amor.

Resenha: Vergonha / Brittainy C Cherry

Resenha: Vergonha / Brittainy C Cherry

Resenha 🌷

#resenhameuromeo

418 páginas || @bcherryauthor || @grupoeditorialrecord


Sinopse: Um amor inesperado que surge de forma inusitada e arrebata a vida de Grace Harris.

 Grace Harris está perdida e sozinha em sua casa em Atlanta depois que o homem que ela pensou que ficaria a seu lado pelo resto da vida traiu sua confiança, partiu seu coração e saiu de casa, deixando seu casamento em suspenso.

Grace resolve, então, passar o verão com a família em Chester, sua cidade natal, para respirar, dar um tempo de tudo. Sua vida está uma bagunça e o que ela precisa no momento é de um pouco de gentileza e compaixão.

Por incrível que pareça, Grace encontra isso na pessoa mais improvável de todas: Jackson Emery, a ovelha negra da cidade. Conhecido como a erva daninha de Chester, ele é sinônimo de encrenca, e não faz nada para mudar essa imagem. Tendo perdido na infância o que havia de mais valioso na vida, Jackson se tornou um homem amargurado e não dá a mínima para o que pensam dele.

Os caminhos de Grace e Jackson acabam se cruzando de um jeito inusitado e a tristeza profunda que carregam atrai os dois como ímã. Ambos sabem que não foram feitos um para o outro, mas, como tudo vai acabar mesmo com o fim do verão, resolvem deixar rolar e se entregar a uma diversão passageira.

Porém, o que Grace não imaginava é que seu coração, já destroçado, seria obrigado a aprender que certos relacionamentos são capazes de causar dores muito profundas, e que é sempre preciso fazer uma escolha.


Olá leitores, hoje trago a resenha do livro VERGONHA que eu recebi em parceria com o Grupo Editorial Record.

Grace acaba de ser abandonada pelo marido.

O homem por quem desejou seus votos e que achou que viveria seu felizes para sempre, acabou se mostrando um traidor. Mas mesmo com a traição, Grace ainda queria que seu marido mudasse e que não a abandonasse.

Até que, de volta a pequena cidade do interior do Arizona, ela se depara com o problemático, Jackson Emery.

Jackson não é o homem certo para alguém tão perfeita como Grace, mas quando ele se mostra mais sensível do que aparenta ser, como resistir?

Um toque de mãos, um beijo, um abraço que acalma, e então seu coração pode se curar. Mas quem precisa mais reaprender a amar? Jackson ou Grace?

⠀⠀

🌷Enquanto escrevo esta resenha, lágrimas escorrem do meu rosto. E não tá sendo fácil superar o que eu senti ao ler este livro.

Sabe quando você não acredita mais que alguém seja totalmente puro? Pois é, mas aí você encontra uma mocinha como a Grace e ela te mostra que sim, existem pessoas que acabam só vendo o lado bom das pessoas, e não é que elas sejam bobas, pelo contrário, são puras de alma e isso aquece demais o coração.

E aí você conhece o Jackson e seu coração quebrado e aquela fachada de não querer sentir nenhuma emoção.

Junte alguém que sente demais e alguém que não quer sentir, e te apresento um dos casais mais bonitos que já li até hoje.

Eu nem tinha terminado este livro e já sabia que ele tinha entrado no meu top 10, com 5 estrelas com certeza e que eu jamais esqueceria o que eu senti ao ler.

E aí cheguei a última página e como não amar? Como não se apaixonar por uma história onde perdão, família, amor e fé, andam sempre lado a lado?

Eu me apaixonei por cada parte dos personagens.

Eu entendi eles, sofri com eles e me apaixonei completamente por cada um deles.

E só te peço um pequeno favor agora, caro leitor: pare agora o que está lendo e leia este livro. E se você não se emocionar como eu me emocionei, vou entender que eu não sei mais nada sobre o que é o amor.