Primeiras impressões: Jackpot

Primeiras impressões: Jackpot

Primeiras impressões 🌷

#primeirasimpressoesmeuromeo

Olá leitores, hoje trago as primeiras impressões do livro JACKPOT, no qual os parceiros da Editora The Gift Box, receberam as primeiras 30 páginas em primeira mão.

Bom, eu ultimamente tenho adorado livros que abordam temas como o racismo e a realidade que muitos negros acabam enfrentando.

Já no princípio da história me apeguei a nossa personagem principal, Rico.
Ela me pareceu uma menina que mesmo com todas as dificuldades não deixa de sonhar, e mesmo com todo o esforço de sua mãe para criar ela e seu irmão, ela é grata e faz de tudo para que sejam felizes.

Ela já se mostra uma personagem intrigante e já me cativou de imediato.

Além disso, a história logo nas primeiras páginas mostrou o que é a realidade de muitas famílias pobres.

Eu já estou ansiosa pra ler o livro todo, ainda mais com a jornada que pelo jeito nossa protagonista irá ter.

Então, essas foram as primeiras impressões que tive do livro, e com isso se eu fosse você já aproveitaria que a editora acabou de divulgar a pré-venda e adquiria ele.

Segue abaixo a sinopse 🌷:
Conheça Rico: estudante do Ensino Médio e caixa do turno da tarde em um posto de gasolina, que depois da escola e do trabalho, corre para casa para tomar conta do irmão mais novo. Todo. Santo. Dia.


Quando Rico vende um bilhete premiado de loteria, ela acha que talvez, sua sorte finalmente mude, mas apenas se — com alguma ajuda de Zan, seu colega de classe insanamente rico e popular — puder encontrar a dona do bilhete, que não apareceu para buscar o prêmio. Mas o que acontece quando os que têm e os que não têm se encontram? Essa dupla de investigação irá se unir… ou se dividir?


Nic Stone, autora best-seller do New York Times com “Cartas Para Martin” e “Odd One Out”, criou dois personagens inesquecíveis em uma história contundente sobre classe, privilégio, dinheiro — seja ele de mais ou de menos — e como fazer sua própria sorte.

Resenha: Meu querido meio-irmão / Penélope Ward

Resenha: Meu querido meio-irmão / Penélope Ward

Resenha 🌷

#resenhameuromeo

Olá leitores, hoje trago a resenha do livro MEU QUERIDO MEIO-IRMÃO, que foi publicado no Brasil pela editora Pandorga.

Greta jamais imaginou que sua vida mudaria tanto com a chegada de um novo membro na sua casa.

Elec, o novo membro da família é filho do seu padrasto, e logo Greta percebe que ele quer tudo, menos morar com eles.

Ele é tatuado, leva uma garota diferente para casa todos os dias, e faz de tudo para transformar a vida de Greta em um inferno.

Só que a medida que ambos vão se conhecendo, Greta percebe que talvez ele não seja tudo o que queira aparentar ser.

Só que ele é seu meio-irmão, e um relacionamento entre eles, seria inconcebível. Só que como resistir à tentação e ao desejo que os une?

🌷Eu tenho este livro a algum tempo, desde que eu acabei lendo o livro “Querido Vizinho”, e fiquei sabendo que ele na verdade era um
Spin-off deste livro.

E não sei porque, mas a princípio eu tive muito medo de ler e me decepcionar.

Eis que então, eu olhei ele na prateleira e falei: vou ler.

Preciso falar pra vocês que não existe sentimento melhor do que quando você começa uma história sem expectativa, e ela te surpreende muito positivamente e posso dizer que isto aconteceu comigo neste livro.

Eu simplesmente amei tão intensamente que as vezes me faltam palavras para explicar.

Eu me envolvi tanto pela história da Greta e do Elec, que nem nos meus melhores sonhos eu imaginei que me apaixonaria assim.

A história é contada pela ponto de vista da Greta, e como sua história se cruzou com a do seu meio-irmão, Elec.

A medida que fui lendo e conhecendo os personagens, foi impossível não me envolver.

A Greta é amável, doce, apaixonante e uma menina de ouro.

Já o Elec é aquele típico personagem que queremos odiar, mas fica impossível porque ele te conquista logo de cara.

E que história!

Que amor sensível, forte e que é capaz de superar tudo, mesmo com tantos obstáculos.
O amor dos dois superou tantas barreiras, e tantas coisas que foi impossível não me emocionar.

Chorei com eles, me apaixonei por eles e torci por eles mesmo que meu coração ficasse apertado com cada página virada.

É um livro especial, e que me fez ler ele em menos de 6 horas, tamanha foi a intensidade da história.

Com certeza se tornou o meu favorito da autora, e tomou para si um pedaço do meu pobre coração.

Lançamento: A Dança da Água

Lançamento: A Dança da Água

Primeiro romance de uma das principais vozes contemporâneas dos Estados Unidos traz enredo repleto de elementos fantásticos sobre os horrores da escravidão.

Por toda a América as plantações de tabaco floresceram e trouxeram riqueza aos senhores de terra durante o século XIX. Quando a bonança começa seu declínio, Howell Walker já vislumbra o próprio fim e sabe que precisará de um substituto para administrar os últimos dias de Lockless, sua propriedade no coração da Virgínia, Estados Unidos. Logo fica claro que seu único herdeiro, Maynard, não tem a menor aptidão para a missão. E mesmo o jovem Hiram, com sua resiliência e memória infalíveis, não poderia fazê-lo ― além de filho ilegítimo de Walker, ele é um escravo.

No entanto, quando os meios-irmãos se afogam nas águas do rio Goose, a vida de Hiram é poupada por um poder misterioso e até então oculto dentro dele, uma herança materna que se perdera junto com as lembranças da mãe, vendida e levada para nunca mais voltar. Desse breve encontro com a morte brota uma grande urgência: Hiram precisa escapar do lugar que foi seu lar e prisão desde o dia em que nasceu.

A dança da água narra toda a atrocidade infligida a homens, mulheres e crianças negros ao longo de gerações ― os grilhões da escravidão e o desmembramento cruel de inúmeras famílias ―, compondo um relato comovente e místico sobre destino e propósito, perda e separação.

Resenha: Beijos em Nova York / Catherine Rider

Resenha: Beijos em Nova York / Catherine Rider

Resenha 🌷

resenhameuromeo

240 páginas || Pseudônimo: Catherine Rider || @galerarecord

Olá leitores, hoje trago a resenha do livro BEIJOS EM NOVA YORK, que eu recebi em parceria com a editora Galera Record.

Charlotte é britânica, e veio fazer um intercâmbio de seis meses em Nova York.
Seus planos eram começar uma nova vida, onde ela descobriria um novo eu e mudaria sua vida para sempre.

Só que infelizmente as coisas não saem como o planejado: infelizmente hoje é véspera de natal, e ela está presa no aeroporto de Nova York, com mil frustrações na mala, e nenhum dos seus desejos atendidos.

Desesperada para voltar para casa, onde poderá passar o Natal com sua família e esquecer este último semestre para sempre, ela jamais imaginou que uma nevasca pudesse mudar seus planos.

Agora ela está presa no aeroporto sozinha, e acabou de ver um homem tomar um fora em público.

Quando este homem se senta ao seu lado e o caminho se une ao de Anthony e ambos decidem seguir um livro, onde descobriram mais do que superar suas frustrações, mas sim, descobriram mais sobre sí mesmos.
⠀⠀⠀⠀
🌷Sabe aquele tipo de livro gostosinho de ler, e que quando você vê já passou da página 100 e nem sentiu? Pois é, este livro é assim.

A história é leve, meiga e os personagens são encantadores.

A leitura é muito fluída, e a medida que você vai acompanhando os personagens em sua aventura, é impossível não se imaginar ao lado deles, compartilhando tudo o que estão vivendo.

A Charlotte e o Anthony são o tipo de personagens que se completam e que conseguem ensinar para o outro, o melhor de sí.

A aventura dos dois foi tão fofa, que a cada cena lida eu conseguia imaginar eles na linda Nova York.

Foi bonito acompanhar suas aventuras, suas descobertas e apesar de achar o final um pouco corrido, acredito que isso se justifique pelo fato de eu como leitora, querer saber mais sobre como eles ficaram depois do fim do livro.

Eu queria mais da história, e isso pra mim é maravilhoso, porque despertou um interesse genuíno de familiaridade com o personagem.

É uma história leve, indicada para todos os públicos, sejam adolescentes ou adultos, e que vai aquecer o seu coraçãozinho.

Resenha: O Amante / Marguerite Duras

Resenha: O Amante / Marguerite Duras

Resenha 🌷

#resenhameuromeo

128 páginas // Marguerite Duras // Editora Tusquets.

Olá leitores, hoje trago a resenha do livro O AMANTE, que eu recebi em parceria com a Editora Tusquets.

Este livro que é um clássico da literatura, conta a história de uma jovem francesa, nascida em Saigon, com um rico comerciante chinês.

Este livro, que já vendeu mais de 2 milhões de cópias só no território francês, é um romance autobiográfico.

Não é uma história feliz.

Na verdade ele beira a uma história de uma personagem que beirava a depressão.

Não, não é um livro ruim, longe disso.

Mas é uma trama mais lenta, mesmo com suas poucas páginas, no qual vamos acompanhado toda a história de Marguerite.

A história começa no ano de 1930, e narra o começo difícil de Marguerite e de sua família, e todos os problemas familiares pelos quais passaram.

A trama segue com ela conhecendo o homem que se tornaria o grande amor de sua vida.

Em alguns momentos, nos deparamos com tantos problemas familiares e percebemos como a história narra uma vida de prostituição com seu rico amante chinês, que provia grande parte do sustento de sua família, mas que mesmo assim sua mãe achava que seus irmãos, que não ajudavam em nada, mais honrados do que ela.

É uma trama densa, mas que tem todo o seu brilhantismo por trás.

Nos faz pensar muito em como a família pode acabar com os sonhos de uma jovem menina.